quinta-feira, 29 de Abril de 2010

Só atinjo o orgasmo com música clássica


Caro Pê Jota.
Tem três hipóteses para passar por cima desse seu grave problema mental sem ter o trabalhão e os respectivos gastos para o resolver.

Hipótese A: Experimente com música rock, jazz, bossanova, fado, heavy metal, pimba, rap, aquelas merdas feitas por computadores e que são consumidas em discotecas por surdos e bêbados ignorantes, blues ou com outro estilo qualquer.

Hipótese B: Arranje uma namorada deficiente auditiva.

Hipótese C: Adquira uns auscultadores. Há até uns mini que se metem dentro das orelhas para o caso dela também implicar com os de formato normal, que devem ser maiores que o seu crânio.

Electriclarryland

INACEITÁVEL!!!

INACEITÁVEL!!!


Realmente impossível de acreditar.



INACEITÁVEL!!!


Realmente impossível de acreditar.


Como pode haver gente que bebe Chivas Regal com Coca Cola?



INACEITÁVEL!

domingo, 25 de Abril de 2010

E o povo, Pá?


VideoClip dos Homens da Luta



E o povo, Pá?

Composição: Jel(Nuno Duarte), Vasco Duarte

Da-lhe Falancio, pá!!
Pois é camaradas,pá!
Chegou a luta,pá, para provar que a cantiga ainda é uma arma,pá, e que deve e pode refectir os anseios do proletariado nacional, nestas alturas de grande crise,pá
A luta vai meter a boca no megafone, para explicar aqui nesta cantiga,pá, quais é que são os problemas que realmente afectam a nação, pá
Então cá vai!


[VERSE:1]
É o desemprego,pá,a corrupção,pá, endividamento,pá, adepressão,pá, o aquecimento,pá, a recessão,pá
E como se isto não bastasse a reacção,pá
E os oprimidos,pá, os individados,pá, os suprimidos,pá, os separados,pá, os desvalidos,pá, desalinhados,pá e os sem-brigo coitadinhos dormem no chão,pá


[Refrão]
E o povo, pá?
E o povo, pá?
Quero dinheiro para comprar um carro novo,pá (2)


[VERSE:2]
São indigentes,pá, são insolventes,pá, são repetentes,pá, delinquentes,pá
É só aumentos,pá, despedimentos,pá, aluimentos,pá, desenvestimentos,pá
E os camponeses,pá, e os professores,pá, e os reformados,pá e os pescadores,pá, e os subsídios,pá, e os ordenados,pá, e as dividas e os créditos mal parados,pá

[Refrão]
E o povo, pá?
E o povo, pá?
Quero dinheiro para comprar um carro novo,pá (2)

[VERSE:3]
Ah, pois quero pá!
O povo tambem quer Ferraris,pá, o povo tambem quer Maseratis e Bentleys e Lamborghinis,pá
Porque são só os jogadores da bola a ter,pá
O povo tambem quer o novo CLK 200 da Mercedes,pá, o povo tambem quer um BMW Z3,pá, aquele muito bonito, com os estofos creme em pele,pá e com a manete das mudanças em marfim,pá
O povo tambem quer o novo Audi A8 com o motor Z12,pá que gasta 35 litros aos 100, mas dá a volta á 270 na autoestrada,pá
O povo tambem trabalha,pá!!

[Refrão]
E o povo, pá?
E o povo, pá?
Quero dinheiro para comprar um carro novo,pá (2)

Hino Nacional

© Makhmod, Uzbekistán


Um homem ia a passar junto à porta da Assembleia da República e ouve uma gritaria que saía lá de dentro:

Filho da Puta!

Ladrão!


Salafrário!

Assassino!

Traficante!

Mentiroso!

Corrupto!

Pedófilo!

Impostor!

Vagabundo!

Putanheiro!

Pirata!

Sem Vergonha!

Trafulha!

Analfabeto!

Preguiçoso de Merda!

Vendido!

Labrego!

Usurário!

Bêbado!

Aldrabão!

Foragido à Justiça!

Psicopata!

Oportunista!

Engana Incautos!

Narcisista!

Ignorante!

Alarve!

Mafioso!

Assaltante do Povo!



Assustado, o homem pergunta ao segurança, parado na porta: "O que está a acontecer aí dentro? Vão andar à porrada?!"

"Ah?... Quê?... Ah, não!", responde o segurança, "Estão a fazer a chamada."


2$ de Abril

Ena Pá 2000




O actual Parlamento e Governo português é composto por dois grupos:

um formado por gente totalmente incapaz,

o outro por gente capaz de tudo.



Anónimo

De luto por Portugal

.












Os Eunucos




Os eunucos devoram-se a si mesmos

Não mudam de uniforme, são venais
E quando os mais são feitos em torresmos
Defendem os tiranos contra os pais

Em tudo são verdugos mais ou menos
No jardim dos Harens os principais
E quando os pais são feitos em torresmos
Não matam os tiranos pedem mais

Suportam toda a dor na calmaria
Da olímpica visão dos samurais
Havia um dono a mais na satrapia
Mas foi lançado à cova dos chacais

Em vénias malabares à luz do dia
Lambuzam da saliva os maiorais
E quando os mais são feitos em fatias
Não matam os tiranos pedem mais

Letra e música de José Afonso

Mais aqui

sexta-feira, 23 de Abril de 2010

Iron Man

Humoral - Comissão para lamentar de inquérito



Sacado gentilmente de Humoral da História / Expresso

O Melhor dos Kuduros

A NACIONALIDADE DE ADÃO E EVA

Um alemão, um francês, um inglês e um português apreciam o quadro de Adão e Eva no Paraíso.

O alemão comenta:
- Olhem que perfeição de corpos:
Ela, esbelta e espigada; Ele, com este corpo atlético, os músculos perfilados.
Devem ser alemães.

Imediatamente, o francês contesta :
- Não acredito. É evidente o erotismo que se desprende das figuras:
Ela, tão feminina, Ele, tão masculino, Sabem que em breve chegará a tentação.
Devem ser franceses.

Movendo negativamente a cabeça o inglês comenta :
- Que nada! Notem a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto.
Só podem ser ingleses.

Depois de alguns segundos mais, de contemplação silenciosa, o português declara :
- Não concordo. Olhem bem:
não têm roupa, não têm sapatos, não têm casa, tão na merda, Só têm uma única maçã para comer.
Mas não protestam , só pensam em sexo, e pior, acreditam que estão no Paraíso .
Só podem ser portugueses.

quarta-feira, 21 de Abril de 2010

Centenário de Fernando Bento


Clique nas imagens para as ver na totalidade.

Lassalvy

© Lassalvy

Enganaram-me!!!

Gilberto Amaral

De manhã eu bou ò pom

De manhá eu bou ò pom,
A saquinha bai na mom
Bou à loija do Juom
Cu meu are mais mulengom...
De manhá eu bou ò pom:
A saquinha bai na mom.

De manhá eu bou ò pom
Cu meu are mais mulengom,
Lebum oilhinda fichado,
Uoutro bai malancurdado.
De manhá eu bou ò pom:
A saquinha bai na mom.

Galgando a iscadaria, ia;
Cantándo a meludia, ia.
E atraveso eistrada
Despois dulhare atênto,
E quando num bem nada,
Eu cruzuasfalto,
E só dum salto, eu entro.

Bom dia sinhore Juom, beinho buscar o ponzinho!

Descasquei a larainjinha
Cu garfinho e cua faquinha,
Ficou tudimpressionado
Cu meu are benhiducado.
Descasquei a laranjinha
Pruquetou prai birado.

Num gosto que mubriguem, briguem
Astar cum are dalguém, bem.
Mas dá-mum certo gozo
Pasmare o pessuale;
E ponhum are zeloso.
Já sei decore
Que ninguém quere o meu male.


Neste tema tocam

Sérgio Castro - Biolas, Bozes
Álvaro Azevedo - Bataria, bozes
João Luís Médicis - Bozes
Miguel Cerqueira - Biola baixa, bozes
Carlos Araújo - Biolas, bozes
Jorge Filipe Santos - Teclas

Para ouvir a música clique ali --->

Tema de Nabraza, álbum lançado em 1982.

terça-feira, 20 de Abril de 2010

© Matson

Humoral - Socratweiler raivoso



Sacado gentilmente de Humoral da História / Expresso

Ena Pá 2000

Dubbed Vulva

Realmente, cada vez me convenço mais que já nada me admira no que toca a invenções, no entanto, esta, tenho de partilhar convosco: Foi lançado um perfume com cheiro vaginal...

"Dubbed Vulva", nome da fragrância, é o último grito no que toca a produtos destinados a homens. Da estação de televisão americana Fox até ao jornal britânico "Daily Star ", foram vários os órgãos de comunicação que falaram no assunto, no entanto, o que mais me despertou curiosidade foi saber como é produzida esta fragrância e havia um que explicava.

Guido Lenssen, patrão da empresa de cosmética alemã que inventou o perfume, revelou à revista Austrian Times como chegou ao aroma que agora vende sob o nome de Dubbed Vulva: " Sempre que estou com uma mulher interessa-me o cheiro natural dela e não o perfume que aplicou. Por isso, decidi criar um cheiro natural íntimo feminino, recolhendo e misturando o cheiro de suor vaginal, urina feminina e o cheiro da excitação de diferentes mulheres. O resultado foi genial e está à vista".

Embora considere esta invenção bizarra, fica-me duas interrogações: Será que esta fragrância, por si só, pode mesmo satisfazer os mais "sedentos"? E nós mulheres não temos todas um cheiro diferente?

Enfim, é caso para dizer que há cheiros para todos os gostos...