quarta-feira, 29 de setembro de 2010

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

After the Test

Aluno com o secundário incompleto entra na universidade com média de 20 valores



Programa "Novas Oportunidades" pode facilitar entrada no ensino superior

O Programa "Novas Oportunidades" pode ser usado como um meio para facilitar a entrada no Ensino Superior. Os alunos que acabaram o secundário, através de cursos de formação e educação para adultos do programa "Novas Oportunidades", e que querem entrar na universidade, concorrem apenas com as classificações dos exames nacionais. O Jornal "Expresso" conta esta manhã a história do melhor aluno do país, que chegou à faculdade sem terminar o liceu. Aproveitou o programa "Novas Oportunidades" e entrou na Universidade com uma média de 20 valores, que conseguiu apenas com um exame de inglês.
2010-09-18 09:15:49

Oferta de Emprego



Um desempregado compareceu no Centro de Emprego em Braga, para ver se havia alguma coisa para ele. Ao chegar, viu um cartaz que dizia 'Precisa-se de Assistente de Ginecologista'. Foi ao balcão e perguntou:

- Pode dar-me mais informações sobre este trabalho?

E o funcionário:

- Com certeza. O trabalho consiste em preparar as pacientes para o exame. Você deve ajudá-las a despir-se e lavar cuidadosamente as suas partes genitais. Depois faz a depilação dos pêlos púbicos com creme de barbear e uma gilete novinha. A seguir esfrega gentilmente óleo de amêndoas doces, de forma a que elas estejam prontas para ser observadas pelo ginecologista. O salário mensal é de 3.500 Euros. Mas o senhor tem de ir até Terras de Bouro. São mais ou menos 30 km de Braga!

- É lá o emprego?

- Não, é lá que está o fim da fila!...

domingo, 19 de setembro de 2010

"As Caricaturas da Primeira República" de Osvaldo Macedo de Sousa

Já nas livrarias

http://1.bp.blogspot.com/_n_25VG5cPRI/TJPq2kutDCI/AAAAAAAAOwE/Pc4h3Q3si68/s1600/clara0018.jpg

Na colecção "Albuns da República" da editora Tinta da China acaba de ser posto à venda nas livrarias o meu ultimo livro, uma viagem pelo republicanismo e pela cronica da revolução republicana através das caricaturas publicadas na imprensa da época. Um ambum apoiado pela Comissão Nacional das Comemorações do Centenário da República.

Osvaldo Macedo de Sousa

Karisma

11 EXPRESSÕES USADAS PELAS MULHERES


11 EXPRESSÕES USADAS PELAS MULHERES
( os seus verdadeiros significados)

1- "Chega": Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e tu tens que te calar.

2 - "5 minutos": Se ela está a arranjar-se significa meia hora. "5 minutos" só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para veres futebol antes de ajudares nas tarefas domésticas.

3 - "Nada": Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está a acontecer e que deves ficar atento. Discussões que começam em "Nada" normalmente terminam em "Chega".

4 - "Tu é que sabes": É um desafio, não uma permissão. Ela está a desafiar-te, e nesta altura tens que saber o que ela quer... e não digas que não sabes!

5 - Suspiro ALTO: Não é realmente uma palavra, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que és um idiota e que só está a perder tempo a discutir contigo sobre "Nada".

6 - "Tudo bem!!!": Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. "Tudo bem!!!" significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando vais pagar na mesma moeda pelo que fizeste.

7 - "Obrigada": Uma mulher está a agradecer, não questiones, nem desmaies. Apenas diz "de nada". A menos que ela diga "MUITO obrigada" - isso é PURO SARCASMO e ela não está a agradecer por coisa nenhuma. Nesse caso, NÂO digas "de nada". Isso apenas provocará o "Esquece".

8 - "Esquece": É uma mulher a dizer "Vai-te F*DER !!"

9 - "Deixa estar, EU resolvo": Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes a um homem para fazer algo, mas agora está ela a fazer. Isto normalmente resulta no homem a perguntar "mas afinal o que é que queres?". Para a resposta da mulher, consulta o ponto 3.

10 - "Sabes, estive a pensar...": Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse.

11 - "Precisamos ter uma conversa!": F.....-se.! estás a 30 segundos de levar com um belo par de patins.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Gambuzine #2

Excerto de uma BD de Álvaro incluída no Gambuzine #2




GAMBUZINE #2 (2010)
21 x 29,5 cm – 100 págs. a preto. € 7,00

O Gambuzine 2 pode ser encontrado nas lojas indicadas no site do Gambuzine.
pedido por email (gambuzine@hotmail.com) ou correio:
Teresa Pestana
Apartado 67
3200-909 LOUSÃ
PORTUGAL


O conteúdo deste poste foi sacado daqui

Fotoprix

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Frodo

Crookers

Contribuinte Vs. Estado



Contribuinte – Gostava de comprar um carro.

Estado – Muito bem. Faça o favor de escolher.

Contribuinte – Já escolhi. Tenho de pagar alguma coisa?

Estado – Sim. De acordo com o valor do carro (IVA).

Contribuinte – Ah. Só isso.

Estado – E uma "coisinha" para o pôr a circular (selo).

Contribuinte – Ah!

Estado – E mais uma coisinha na gasolina necessária para que o carro efectivamente circule (ISP).

Contribuinte – Mas, sem gasolina, eu não circulo.

Estado – Eu sei.

Contribuinte – Mas eu já pago para circular.

Estado – Claro.

Contribuinte – Então, vai cobrar-me pelo valor da gasolina?

Estado – Também. Mas isso é o IVA. O ISP é outra coisa diferente.

Contribuinte – Diferente?

Estado – Muito. O ISP é porque a gasolina existe.

Contribuinte – Porque existe?

Estado – Há muitos milhões de anos, os dinossauros e o carvão fizeram petróleo. E você paga.

Contribuinte – Só isso?

Estado – Só. Mas não julgue que pode deixar o carro assim como quer.

Contribuinte – Como assim?

Estado – Tem de pagar para estacioná-lo.

Contribuinte – Para o estacioná-lo?

Estado – Exacto.

Contribuinte – Portanto, pago para andar e pago para estar parado?

Estado – Não. Se quiser mesmo andar com o carro precisa de pagar seguro.

Contribuinte – Então, pago para circular, pago para conseguir circular e pago por estar parado.

Estado – Sim. Nós não estamos aqui para enganar ninguém. O carro é novo?

Contribuinte – Novo?

Estado – É que, se não for novo, tem de pagar para vermos se ele está em condições de andar por aí.

Contribuinte – Pago para você ver se pode cobrar?

Estado – Claro. Acha que isso é de borla? Só há mais uma coisinha…

Contribuinte – Mais uma coisinha?

Estado – Para circular em auto-estradas.

Contribuinte – Mas eu já pago imposto de circulação.

Estado – Mas esta é uma circulação diferente.

Contribuinte – Diferente?

Estado – Sim. Muito diferente. É só para quem quiser.

Contribuinte – Só mais isso?

Estado – Sim. Só mais isso.

Contribuinte – E acabou?

Estado – Sim. Depois de pagar os 25 euros, acabou.

Contribuinte – Quais 25 euros?

Estado – Os 25 euros que custa pagar para andar nas auto-estradas.

Contribuinte – Mas não disse que as auto-estradas eram só para quem quisesse?

Estado – Sim. Mas todos pagam os 25 euros.

Contribuinte – Quais 25 euros?

Estado – Os 25 euros é quanto custa.

Contribuinte – Custa o quê?

Estado – Pagar.

Contribuinte – Custa pagar?

Estado – Sim. Pagar custa 25 euros.

Contribuinte – Pagar custa 25 euros?

Estado – Sim. Paga 25 euros para pagar.

Contribuinte – Mas eu não vou circular nas auto-estradas.

Estado – Imagine que um dia quer… tem de pagar.

Contribuinte – Tenho de pagar para pagar porque um dia posso querer?

Estado – Exactamente. Você paga para pagar o que um dia pode querer.

Contribuinte – E se eu não quiser?

Estado – Paga multa.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Alugam-se barcos

DIGNIDADE


“DIGNIDADE” Exposição internacional de Cartoon

A FecoPortugal – Associação de Cartoonistas e a Amnistia Internacional – Portugal são co-organizadoras de uma exposição internacional de cartoon, que tem por tema e título: DIGNIDADE.

Esta iniciativa pretende chamar a atenção da sociedade para a crise de valores a que vamos assistindo, com a crescente sobrevalorização do TER, à custa da subvalorização do SER.

Para mais informações acerca do tema, veja Campanha Exija Dignidade em www.amnistia-internacional.pt”

Esta iniciativa não é um concurso, não havendo, portanto, prémios nem classificações.

Regulamento

1 – Tema: “Dignidade”. Cada autor pode abordar a problemática da Dignidade (ou da falta dela…), tomando em sentido lato o valor positivo do conceito.

2 – Podem participar artistas profissionais ou amadores, de qualquer nacionalidade.

3 – As obras têm de ser criação original de cada autor, podendo ter sido já divulgadas ou publicadas (ou não) na imprensa ou outros meios de difusão.

4 – Cada autor pode participar com uma única obra, que pode ser Cartoon, Caricatura, Ilustração, ou Banda Desenhada em história de página única, elaborados em qualquer técnica, inclusivamente com recurso a computador, a preto e branco ou cores.

5 – As obras que tiverem texto, devem contê-lo em língua portuguesa.

6 – As obras, que devem ter dimensões máximas A4 (21 x 29,7 cm), têm de ser enviadas por e-mail, em ficheiros JPG com resolução de 300 dpi, para:
presidente_dir@feco-portugal.org

7 – Com cada obra, mas em ficheiro separado, deve ser enviado um ficheiro com: Nome da obra, nome do autor, endereço postal sem esquecer o país, telefone e e-mail.

8 – Um curriculum resumido deve acompanhar as obras, em documento anexo.

9 – O prazo de recebimento das obras termina a 30 de Setembro de 2010.

10 – Um júri, constituído por cinco elementos, procederá à selecção das obras recebidas, que serão expostas depois de devidamente emolduradas e reproduzidas em catálogo. O júri pode ainda seleccionar um conjunto de obras extra-catálogo, que poderão igualmente ser emolduradas e expostas. Os autores cujas obras seleccionadas e expostas não constem do catálogo, são mencionados nele. O júri terá a seguinte constituição: um representante da FecoPortugal, um representante da Amnistia Internacional, um cartoonista convidado, um investigador da área do cartoon e um profissional da escrita.

11 – Todos os autores de obras seleccionadas para o catálogo receberão um exemplar desse catálogo.

12 – A exposição será inaugurada na “ Sociedade Artística Guilherme Cossoul, Rua Prof. Sousa Câmara, n.º 156 (Lisboa - Portugal) a 21 de Outubro. Ficará exposta durante duas semanas, após o que inicia um período de itinerância em Portugal, podendo também ser exposta no estrangeiro.

13 – A participação dos autores implica a aceitação do conteúdo deste regulamento e a cedência de direitos de autor à organização, apenas para difusão informativa e promocional do evento e edição do catálogo, bem como exposição itinerante. Essas utilizações, que não possuem nenhuma finalidade lucrativa, não implicam qualquer pagamento aos autores.

14 – Nenhum órgão de comunicação ou outra entidade será autorizado a utilizar, para publicação ou outra finalidade, qualquer das obras enviadas, fora do âmbito do ponto anterior.


“DIGNITY” Internacional Cartoon exhibition

FECO PORTUGAL (Cartoonist association) and Amnesty International - (Portugal), are co-organizers, of a cartoon international exhibition, whose topic and title is : “Dignity”.

It is the intention of this initiative to call the attention of society for a crises in values which we have been witnessing, where “HAVING” is being overestimated as up against the undermining of “BEING”.

For more information about the theme, see Demand Dignity Campaign in www.amnesty.org".

This event is not a contest; consequently there will not be any prizes or classifications.

RULES

1- Theme: “Dignity”. Each artist is free to approach the concept of Dignity (or the lack of it….), having in mind the positive side of such a concept.

2- The exhibition is opened to all nationalities, professionals or amateurs.

3- All the proposed drawings must be original creation of each authour, irrelevant of the fact that they might have already been (or not) published or exhibited in any way.

4- Only one work is allowed per artist in one of the following: cartoon, caricatures and graphic story (the last one, not exceeding one page). Any technique is allowed, including the usage of a computer, in black and white or in color.

5- If a drawing has text, this text must be written in Portuguese.

6 - Drawing size permitted is A4 (21 x 29,7 cm). Drawings must be sent by e-mail using JPEG file at 300 dpi to: presidente_dir@feco-portugal.org
7 - Each work must be accompanied by a file containing: the title of the work, the author’s name, telephone number, e-mail address, (not forgetting to mention the country).

8 - Short curriculum must be included in another computer file.

9 - Entry dead line is September 30 – 2010.

10 - Drawings will be selected by a Jury composed by 5 elements, after which the works will be framed, exhibited and reproduced in a catalogue. The jury is entitled to the right to select a number of works extra-catalogue, which will also be exhibited and their authors will be also mentioned in the catalogue. The jury is composed by a representative of FECOPORTUGAL, one representative of Amnesty International, one guest-cartoonist, one cartoonist-researcher and one text expert.

11- Every artist who has been selected will be given a copy of the catalogue

12 - The exhibition will be inaugurated at the “Sociedade Artística Guilherme Cossoul, Rua Prof. Sousa Câmara, n.º156” (Lisbon - Portugal) October 21st -2010. The exhibition will stay on place for about two weeks after which it will go on an itinerancy through Portugal and other countries

13 - The artist’s participation implies accepting the rules above and the submission of respective author’s rights, only to be used to promote and inform about the event as well as the edition of the catalogue and the itinerary exhibition. As there is no profit involved in these procedures, no payment will be made to any of the participants.

14 - No media or other entity will be authorized to use for publication or any other use, any of the works submitted to this event, with the exception of rule 13.